Francis Bacon (1561 – 1626)

Conhecimento é poder.

“A melhor prova é a experiência.” [Francis Bacon]

“Casas são construídas para que se viva nelas, não para serem olhadas.” [Francis Bacon]

        Jurista e Cientista nascido em Londres, filho de uma mãe que falava 5 línguas e fora considerado a inglesa mais erudita de sua época, foi educado por seus pais até atingir a idade de 12 anos, quando foi enviado a Cambridge onde estudou legislação e tomou gosto pela ciência. Trabalhou como advogado por anos, profissão que lhe rendeu altas posições em cargos públicos; foi exonerado de suas atividades públicas acusado de suborno, passou o resto da vida escrevendo e realizando experimentos.
       
        Como cientista Francis Bacon aventurou-se por todas as áreas do conhecimento, sua morte ocorreu devido à exposição ao frio durante seus experimentos de conservação de carne animal utilizando o gelo. Contudo sua maior contribuição veio da meta ciência – onde definiu como a ciência deve evoluir e seus experimentos devem ser realizados; foi considerado um dos pais da Ciência Moderna ao contestar Aristóteles e exigir que teorias devam ser comprovadas não apenas através de exemplos, mas também de contra exemplos, defendeu que o cientista deve ser livre do preconceito para que possa ver o que é real e não a crença social ou acadêmica de sua época. 

        Sua rigidez quanto à validade de experimentos foi extensamente criticada, pois não permitia a validação de experimentos abstratos, o que foi comparado ao assassinato do pensamento criativo. Definia a ciência como sendo capaz de erguer sobre si mesmo de forma acumulativa, o que resultaria em invenções que nos permitiria fazer coisas impossíveis, e fazer o impossível traz de fato o poder.
 
        Seu empirismo e pragmatismo foram essenciais para colocar a Inglaterra no trilho de uma futura revolução industrial, ao definir que descobertas de ampla generalidade são mais benéficas e defender que a ciência deve ser trabalhada para melhorar a vida dos cidadãos sem influência alguma – seja política, religiosa ou acadêmica – trouxe à luz o empecilho da igreja, falta de apoio dos governos e vaidade dos intelectuais de sua época que faziam ciência, apenas pela ciência.
 

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s