Psicologia

Ciência que estuda o comportamento dos processos mentais

“A psicologia tem um longo passado, contudo uma história recente.” [Hermann Ebbinghaus]

“O primeiro fato que nos interessa, como psicólogos, é que o pensamento entre em cena.” [William James]

        A Psicologia, responsável por trazer o estudo da mente e do comportamento do campo filosófico ao campo científico, talvez seja o ramo da ciência que possui a maior quantidade de leigos intrometidos e participantes. Apesar de recente, iniciou-se no fim do século XIX e hoje já é dividida em diversas áreas.
       

        O behaviorismonasceu com a proposta de mostrar a possibilidade de condicionamento através de iterações externas ou do ambiente; a psicoterapia estuda a influência do inconsciente no comportamento humano; a psicologia cognitiva procura entender a percepção do homem no mundo; a psicologia social como se dá a iteração do indivíduo com o ambiente e outras pessoas; a psicologia desenvolvimentistatenta desvendar o comportamento do Homem desde sua infância até a velhice e por fim a psicologia da diferença tenta desvendar a personalidade e inteligência além da normalidade e diferença entre os indivíduos.

        A psicologia tem extensa aplicabilidade, e hoje nos envolve por completo, independentemente de estar sob a tutela de um psicólogo ou não. Desde as decisões políticas, industriais, comerciais até as de publicidade e educação que nos afeta como indivíduo ou como parte de um grupo são utilizadas seja para nos auxiliar no comportamento social durante o cotidiano ou se preciso em tratamentos mentais. Talvez a psicologia seja uma das áreas que mais chocam o senso comum e tem crescido amplamente por trazer o prazer de permitir investigar o infinito que é a mente humana.

        Pessoalmente, sempre vivi a margem da Psicologia; apesar de ter vários amigos que foram intimas dela e compartilharam comigo de muitos bons momentos durante a vida, nunca entendi apropriadamente a área sempre associando-a ao profissional de RH durante as entrevistas de emprego e as perguntas estranhas que me direcionavam. Claro também resumi a disciplina a pessoas que por algum motivo nunca se encontraram na vida, e precisavam conversar com um estranho para se identificar.

        Esta percepção leviana me torna apenas mais um leigo e ignorante que pouco conhece a área, contudo espero que este fato seja alterado conforme estudo este ramo da ciência e também que possa aprender como funciona a mente de um indivíduo lendo um pouco mais sobre o tema. 

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s