Sigismund Schlomo Freud (1856 – 1939)

O inconsciente é a verdadeira realidade psíquica.

“Poetas e filósofos descobriram o inconsciente antes de mim, o que Eu descobri foi o método científico para estudá-lo.” [Freud]

“As pessoas não devem lutar para eliminar seus complexos, mas para entrar em acordo com eles, os complexos são guias legítimos de sua conduta no mundo.” [Freud]

Judeu nascido na Morávia, mudou-se para Viena, onde concluiu o curso de medicina e se especializou em neurologia. Criou um procedimento de cura que se tornou a base da psicanálise; teve seus trabalhos queimados em praça pública pelos nazistas, época em que se viu forçado a mudar para Londres. Praticou suicídio assistido devido a um câncer de boca.
       

        Freud foi pioneiro ao estruturar a mente e é responsável por popularizar o inconsciente como repositório de nossos pensamentos, memória, sentimentos e habilidade de pensar e sentir. Influenciado por Charcot, que utilizou da hipnose para curar histéricas e Josef Breuer, que associou doenças mentais a produtos de fantasias, alucinações e memória perturbadoras trazidas à consciência; desenvolveu um tratamento psicológico baseado em distúrbios mentais resultante de experiências traumáticas ocorridos no passado. O tratamento de tais traumas consista em trazê-los a consciência e confrontá-los emocionalmente e intelectualmente.

        Para Freud, era ingênuo acreditar que nossos pensamentos cotidianos seriam a totalidade da nossa mente, o conscienteseria algo superficial e de acesso imediato; o inconsciente seria mais abrangente e o pré-consciente as regiões da memória que não foram suprimidas. O inconsciente seria a residência dos pensamentos considerados inaceitáveis e os instintos biológicos que garantem a sobrevivência e satisfazem as necessidades humanas. 

        Posteriormente definiu a mente em três estruturas id, ego e superego. O id seria a parte mais primitiva que busca o imediatismo e o prazer; o ego segue os princípios da realidade e considera o mundo onde estamos inseridos; o superego é quem controla o ego através da formação moral social e familiar, é o juiz da mente, quem é capaz de nos gerar o sentimento de culpa ou vergonha. Notou também, que o inconscienteé de extrema importância, pois nos permite ter uma vida normal em um mundo imperfeito, que nos traz angústia, neurose e outras tantas insatisfações, além de nos auxiliar a lidar com a verdade sobre a morte.

        Em sua teoria, os conflitos só se manifestam no consciente, e para trata-los é necessário instigar o inconsciente a revelar o suprimido. A psicoterapia psicanalítica ou psicanálise foi o tratamento criado capaz de alcançar estes objetivos, através da análise de um paciente deitado no divã que deve ser estimulado e observado pelo psicanalista que busca entender seu inconsciente

        Freud criou ferramentas para ajudar a interpretar o inconsciente (que não poderia ser acessado diretamente), entre elas se destacaram a análise dos sonhos, padrões de comportamento na fala e movimentos, exposições e análise da reação imediata que não permita a reflexão ou filtro do consciente

        Apesar de criticado por behavioristas que não enxergavam fundamentação científica em suas afirmações, obteve grande aceitação e Fundou a Sociedade de Psicanalise em Viena que influenciou profissionais de saúde da época e ditou práticas aceitáveis. Com o passar dos anos viu suas teorias se fragmentar, existindo hoje mais de 20 vertentes de métodos psicanalíticos distintos, muitos fundamentados em suas teorias que ainda exerce grande influência em muitos analistas contemporâneos.

        Não conheço a metodologia científica usada por Freud em suas pesquisas e estudos, contudo a dose extra de abstração me leva a concordar com os behavioristas; o método psicanalista de acesso ao inconsciente parece mais dependentes das habilidades e experiência do psicanalista do que uma ferramenta simples de ser aplicada. 

        Apesar destes percalços, é ingenuidade negar a lógica e a qualidade da estrutura proposta por Freud bem como os resultados alcançados. Talvez tenhamos que nos acostumar que nem tudo na vida possa ser provado cientificamente, tampouco de imediato; os maiores pensamentos filosóficos impulsionaram a humanidade sem o ávido c.q.d no final. 

        Fiquei curioso sobre a graduação de psicologia, se o que é ensinado são as metodologias e ferramentas da psicanálise ou os padrões de comportamento e interpretações; espero que seja dada a ênfase ao primeiro já que padrões de sonhos e comportamento podem variar com a época, a cultura e até mesmo indivíduos com experiências diferentes. 

        Imagino também se é possível conversar com psicanalista qualquer que seja, que de posse destas ferramentas, consegue se desligar entre uma conversa informal e outra sem realizar uma análise. Seria como um programador utilizar computador sem refletir toda sua complexidade no mais mínimo detalhe.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s