Alexis de Tocqueville (1805 – 1859)

O socialismo é um novo sistema de servidão.

“A democracia visa à igualdade na liberdade. O socialismo deseja a igualdade na servidão.” [Alexis de Tocqueville]

        Em 1817, Henri de Saint-Simon desenhou um modelo de político socialista; com o fim da Revolução Francesa e posterior queda do Rei Louis-Phillipe, a Assembleia Constituinte francesa estava desenhando sua nova matriz social que iria prevalecer pelos próximos séculos.

        Alexis de Tocqueville era um dos membros desta assembleia que se opôs veemente em trocar uma revolução de princípios democráticos por um modelo socialista, quem em seu ponto de vista ignorava a generosidade e virtudes humanas, além de condenar a propriedade privada que era vital para a liberdade do indivíduo; por fim afirmou que este modelo menosprezava o cidadão que seria sufocado por um estado dominador.
 
        Em sua concepção a democracia e o socialismo nunca poderiam andar jutos e reconheceu nos privilégios garantidos as classes mais abastadas o principal motivador que direcionava a classe mais pobre a flertar com estes novos modelos propostos. Lembrou no entanato, que o modelo revolucionário francês buscou reafirmar a liberdade e participação de todos, onde tanto as pessoas quanto empresas pudessem florescer e onde os necessitados certamente seriam amparados pela caridade cristã.
 
        As ideias de Alexis foram suportadas pelo sucesso da democracia há pouco implantada nos EUA como mostrou sua obra A Democracia na América. Seu temor pelo socialismo foi em vão já que o levante revolucionário que estava se espalhando pela Europa fora contido e começou a minguar a partir de 1848.
 
        Por mais que se tente resgatar nos princípios e na teoria, o fato é que os ideais socialistas fracassaram, e sua principal falha esteve não apenas na capacidade de produção que foram apresentados pelos países capitalistas, mas sim na sua essência, onde ao se igualar forçadamente os homens criou-se uma atmosfera que uniformizou a criatividade e reduziu os avanços científicos. 
 
        Obviamente nasceram novas e criativas ideias nos países socialistas como amplo direito de igualdade perante os gêneros e a responsabilidade do governo no planejamento de longo prazo para o estado; contudo ainda se trata de um modelo político onde o poder e as decisões são centralizadas, o que portanto, é mais facilmente corrompido e apresenta mais dificuldade em prover escalabilidade e agilidade necessária na resolução de problemas complexos.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s