Karl Marx (1818 – 1883)

O comunismo é o enigma da história resolvido.

“O comunismo é a abolição positiva da propriedade privada, da auto alienação humana.“ [Karl Marx]

“Não há outra definição de comunismo válida para nós que a da abolição da exploração do Homem pelo Homem [Che Guevara]

        A ascensão do Iluminismo se deu em parte pela popularização do Capitalismo, que ao retirar o poder absoluto do Rei compartilhando-o com outros setores da sociedade permitiu enriquecer uma classe burguesa que já vinha mostrando sua importância e influência.

        Um capitalismo mais puro e selvagem como o de séculos atrás, onde se via pouquíssima intervenção no mercado levou o homem a níveis de exploração que fizeram estourar rebeliões e revoluções por toda Europa. Karl Marx foi um dos pensadores mais ativos na condenação do modelo capitalista dos meios de produção, publicou em seu Manifesto Comunista sua concepção de um modelo mais adequado e em sua obra O Capital umas das análises mais aprofundadas do capitalismo.

 
        Marx acreditava que no trabalho o homem poderia encontrar uma grande fonte de satisfação, contudo afirmou que ao ter seu trabalho transformado em mercadoria pelos detentores do capital somado a privação em desfrutar dos resultados e reconhecimento de seu próprio esforço, os trabalhadores se encontrariam em grande fonte de insatisfação, tédio e limitação. 
 
        Condenou também o meio de trabalho onde o homem não segue sua criatividade ou habilidade, mas sim pratica um trabalho definido a ele, comportando-se como uma mera ferramenta em uma linha de produção e tornando-se um mero indicador no processo econômico. A execução cotidianamente deste trabalho alienável que o separa de si mesmo e seus pares afasta o prazer que passa a ser alcançado apenas nos tempos de folga além de minguar a criatividade humana.
 
        Defendeu que a raiz do problema estava na propriedade privada, local onde o capitalista organizava a mão-de-obra para que fosse explorada para seu próprio enriquecimento, afirmou que esta constante exploração criaria um ponto de tensão na sociedade cuja solução não poderia ser revertida com aumentos salariais sem abolição da exploração, e este seria o fim deste modelo pois o trabalho alienado e a propriedade privada andam em conjunto e a extinção de um seria a ruína do outro. 
 
        Para resolver o enigma capitalista, onde a geração e acumulação de riqueza levaria a própria destruição, propôs o Comunismo, onde se retiraria a finalidade econômica do trabalho e se concentraria nos fins por si mesmo através dos valores humanos. Em seu modelo as pessoas trabalhariam não porque eram pagas mas sim viam utilidade e justificativa no seu trabalho, e não se uniriam pois venderam seu trabalho a um mesmo proprietário mas sim pela irmandade no agrado da relação social.
 
        Para Marx toda história pode ser explicada pelo desejo material do homem, que sempre pode ser suprido através de sua capacidade produtiva; o modo de organização do trabalhado para produzir os bens e serviços seriam então o maior fator de formação e modelagem dos sistemas sociais e políticos de cada respectiva época, este era portanto o maior motor da história.
 
       Difícil mensurar a influência de Marx pois suas obras renovaram pensadores filosóficos, econômicos, políticos, históricos, culturais, antropólogos entre outros. O Manifesto Comunista publicado por Marx e Engels influenciou todo o mundo, e até hoje muitos utilizam os argumentos do pensador para justificar ações que talvez ele mesmo não concordaria, como por exemplo o autoritarismo dos países socialistas. 
 
        O fato é que as nações mais ricas do globo são aquelas que solidificaram o capitalismo, e por isso muitos críticos defendem a posição de que suas ideias foram rejeitadas, o que não é verdade pois o capitalismo liberal que Marx combatia foi extinguido nas nações mais desenvolvidas do globo. Mesmo com a falsa sensação de rejeição seu nome é sempre lembrado quando crises econômicas ocorrem devido as contradições inerentes do sistema capitalista.
 
        Na concepção de Marx o comunismo era perfeito por demais para ser alcançado pelo homem de sua época, previu então que a transição do capitalismo para o comunismo se daria através do socialismo, cuja uma das obrigações seria moldar o novo homem. Contudo Marx falhou, pois não previu que um governo socialista centralizado e forte seria facilmente corrompido tornando-se uma das piores formas de autoritarismo na política. 
 
        No entanto muitos de seus alertas foram levados a sério, a valorização e reconhecimento do colaborador somado a atribuição de trabalhos por afinidade é apenas um deles. Sabe-se também que o livre mercado sofreu sua primeira grande crise em 1929, quando a desigualdade social atingiu seu ápice nos EUA, o que gerou um efeito colateral de miséria e desemprego resultando numa revolução política por meio de golpes em todo o mundo, onde muitas nações perderam seus regimes liberais-econômicos em detrimento de conservadores autoritários. 
 
        Marx também não seria capaz de prever no capitalismo sua impressionante capacidade de se renovar e manter-se atualizado de forma inovadora; hoje vivemos um capitalismo paradoxal, cujo maior volume da riqueza existente é virtual onde estima-se uma proporção de 20 para 1 nos EUA. Ou seja para cada U$20 virtualmente existente estima-se existir U$1 em dinheiro de fato, e mesmo que fosse utilizado todo dinheiro realmente existe não se acharia produtos e bens capazes de supri-lo.
 
        Em suma vivemos uma sociedade que acumula algo irreal que não pode ser suprido com bens e serviços reais e tal condição não é um problema latente pelo simples fato de que ninguém consegue consumir tantos produtos e serviços reais em tão curto prazo de tempo. 

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s