Colocando Lenha na Fogueira

Liderança e Recursos Humanos.

“Uma boa liderança é aquela que mostra as pessoas medianas como fazer o trabalho de uma pessoa exemplar. [J. D. Rockfeller]”

“Todos passam por maus momentos; isto serve como uma medida de quão determinado e dedicado és para lidar com eles [Lakshmi Mittal]”

Nenhum negócio cresce ou expande sem uma grande liderança, e liderar é essencialmente aproveitar a capacidade e poder de cada pessoa. Um líder deve criar uma cultura onde pessoas possam atingir seu máximo, é seu principal objetivo criar capacidade onde não existe.


As maiores lideranças, sem sombra de dúvidas deixaram suas marcas no mundo, não porque são melhores que os outros, mas sim pela sua capacidade de romper com o atual e mudar a regra do jogo. No entanto, é importante saber que liderar é diferente de gerenciar, enquanto o primeiro está relacionado a visão o segundo está relacionado a processos, planejamento e execução.

É comum líderes assumirem posições gerenciais, e é essencial que este consiga se mover entre estas posições facilmente. Uma maneira eficiente de alcançar tal flexibilidade foi adotado pelo Google na criação de times efetivos e auto gerenciáveis cujos participantes são capazes de se apoiarem uns nos outros desafogando os líderes para buscar inovação.

É também de responsabilidade da liderança criar uma cultura organizacional que traga desafio, satisfação e respeito entre os colaboradores; pois tais características tem se mostrado mais eficiente na retenção de talentos que aumentos salariais. Não é incomum líderes de sucesso adotarem uma postura gerencial de grupo que o distancie da gestão individual, que também é bem relevante.

Muitos líderes também experimentam após respectivos sucessos, uma sensação de poder e invencibilidade que os levam a apostar em decisões erradas ou criar um ambiente onde o grupo não o desafie levando-o a tomar decisões cada vez mais solitárias, e, portanto, menos robustas e inclinadas ao insucesso. Ser líder não é reinar sobre o grupo, tampouco criar um time que diga “Sim” a tudo; ser líder é dar início a ações que desencadeie o sucesso de cada membro da equipe.

Criar tal cultura organizacional não é uma tarefa simples, e passa primeiramente pela diversidade do grupo de colaboradores; um grupo uniforme inevitavelmente traz menos questionamentos e, portanto, menos perspectivas distintas. Contudo um grupo de várias facetas vai exigir grande inteligência emocional do líder, não apenas para levar o grupo ao consenso como também tomar ações que levem a satisfação de todos os membros da equipe.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s