Seus Funcionários São Seus Clientes

Produza bens de grande qualidade, com baixos custos, pagando os melhores salários possíveis.

“Trabalho deve ser um prazer, não uma obrigação. Esta não é uma tese humanitária. Acreditamos que pessoas engajadas são mais produtivas” [Ricardo Semler]

Arthur Ryan trabalhou em lojas de vestuário até ser contratado para montar uma loja de vestuário popular. Com um investimento inicial de U$80 mil dólares foi fundada a Primark, que hoje se posiciona como uma loja fashion cujos produtos possuem preços baixos; o negócio não parou de crescer e hoje conta com 43 mil empregados.

Países em início do desenvolvimento econômico são caracterizados por possuírem trabalhadores incapazes de consumir os bens que produzem; o maior crescimento é percebido quando este fato se inverte e o aumento do consumo gera milhares de novos empregos. Henry Ford percebeu que seus funcionários poderiam se tornar clientes, ao aumentar os salários de U$2/dia para U$5/dia criou um novo mercado que aumentou as vendas e permitiu a redução de custos.

Trabalhadores que são consumidores também melhoram a qualidade dos produtos, pois possuem um maior compromisso no seu processo de confecção, além de permitir um maior engajamento de todos nas melhorias que leve a um processo mais eficiente. Mais da metade dos funcionários da Toyota no Japão são proprietários de veículos da empresa.

Empregados com maior poder de consumo também alavancam a economia como um todo, nos EUA de 1924 38% dos gastos familiares era com alimentação, este número reduziu para 7% atualmente. China e Índia estão traçando o mesmo caminho, com gastos em alimentação que beiram os 36% e 30% respectivamente e certamente serão reduzidos. Portanto, existe uma grande expectativa na elevação do padrão de consumo destes países que podem dobrar facilmente os consumidores de classe média existentes em todo o mundo.

Uma estratégia comum é permitir que os gestores e diretores conheçam o “chão de fábrica”, pois assim é possível conhecer os anseios e dificuldades dos colaboradores. É impressionante que em pleno século XXI e todo seu volume de informação, grande parte das organizações ainda vivem em uma bolha de ilusão pessoal sem entender os problemas existentes na confecção de seus produtos.

O Brasileiro Ricardo Semler em sua obra Maverick! mostrou uma gestão democrática que adotada na empresa autocrática herdada de seu pai fez o faturamento subir de U$4 milhões de dólares para U$200 milhões, novas áreas de negócio foram criadas e chegaram a suportar 66% do faturamento.

Segundo o empresário, ao empregar um modelo de participação onde todos os colaboradores possuem responsabilidades na qualidade e estratégia organizacional o resultado não é outro que não uma surpresa positiva geral por parte dos colaboradores, não apenas pelos resultados comerciais, mas pela preocupação com o cliente e a qualidade do produto.

Existe um grande tabu para ser quebrado hoje na relação empregado-empregador, não por menos, esta relação foi açoitada durante séculos pelo lado empregador e passou momentos perigosos de inflexão pelo lado do empregado. Contudo, se existe algo que a história nos mostra claramente, é o fato de que as pessoas se engajam mais quando atuam em algo que consideram delas e percebem os benefícios diretos de seu trabalho.

Colaboradores precisam aprender, que o mundo corporativo diferencia em muito da família, e que o patrão não é nem deve ser uma mãe; do mesmo modo, gestores e empreendedores precisam se acostumar a ideia de que dar espaço aos colaboradores não é entregar a corporação ao desejo comunitário, o engajamento pela participação é algo difícil de se alcançar, pois exige antes de tudo, grande maturidade de ambas as partes.




Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s