Não se Acomode

Somente os paranoicos sobrevivem.

“Em um negócio, um ponto de inflexão estratégico ocorre quando seus fundamentos estão para ser alterados.” [Andy Grove]

O húngaro András István Gróf, conhecido como Andy Grove, sobreviveu tanto a perseguição aos judeus pelos nazistas quanto ao cerco soviético, ao mudar para os EUA estudou engenharia química em Berkley e ajudou a fundar em 1968 a Intel Corporation, hoje uma das mais importantes empresas de tecnologia e está entre as maiores empresas do mundo.

Organizações são dirigidas por pessoas, e, portanto, transparecem das mesmas características emocionais. Dentre estas características, a estagnação e o estado de relaxamento quando tudo está indo bem são os principais fatores que podem levar uma organização a falta de inovação e seu posterior declínio.

A fase que antecede o declínio é caracterizada por um ponto de inflexão, que mesmo os mais experientes diretores e gestores demoram a perceber. Michael Porter indicou a competição, substituição de produtos, novos concorrentes, fornecedores e consumidores como forças que podem levar uma empresa a um ponto de inflexão, cuja consequência será um resultado positivo ou negativo.

Andy Grove adicionou os produtos complementares a esta lista de forças; pois estes são capazes de alavancar ou enterrar a venda de um produto, sendo papel dos gestores e diretores orientar a organização de forma favorável a estas forças. Se a venda de carros cair, a de pneus e seguros certamente serão afetados, assim como a criação da internet permitiu que a Amazon se tornasse a maior livraria do mundo.

Estar preparado para lutar ou aproveitar todas as forças mencionadas exige a alocação de um time atento ao mercado e que escrutine a organização levantando seus principais pontos fracos, e assim, tornando-a preparada para eventos imprevisíveis. Andy Grove defendeu que não se deve olhar o passado para traçar o futuro de uma empresa, pois não existe nenhuma garantia de que este se repetirá.

Executivos devem garantir que as ações tomadas no dia a dia são condizentes com a estratégia traçada pela companhia além de exigir dos gestores um canal aberto direto com os colaboradores, clientes e fornecedores, pois estes são os primeiros a perceberem as mudanças no mercado. Reclamações vazias e conversas de corredores podem ter muito mais valor do que se pode imaginar.

A técnica dos 5-Porquês é extremamente simples e pode auxiliar executivos a encontrar as raízes das mudanças ou problemas; ela consiste em fazer cinco questionamentos consecutivos para um problema e suas respostas, pois ao questionar o problema uma única vez obtém-se apenas uma visão superficial da raiz que o acarretou. O único pré-requisito da técnica consiste em fazer perguntas interessantes, pois mais importante que encontrar a melhor resposta é realizar o questionamento correto.

As perguntas corretas devem ser criadas inicialmente pelos gestores, eles são responsáveis por questionar seus processos para reduzir custos, as atividades de sua equipe para gerar eficiência além de buscar por oportunidades no relacionamento entre áreas. Utilizando sua experiência e conhecimento, gestores também são responsáveis por conhecer melhor o mercado onde a organização está inserida para ajudando-a a se posicionar futuramente.

Colaboradores focados no dia a dia do trabalho possuem mais facilidade de se acomodarem, contudo, o pior diagnóstico é quando o corpo diretor e executivo da organização não consegue enxergar as mudanças. É papel do gestor instigar seus colaboradores a mostrarem os desvios, e informar os diretores para que a estratégia da empresa seja positivamente impactada. A resistência às mudanças geralmente leva uma organização a encontrar seu fim, pois o dano é intensificado por concorrentes que se mostram mais preparados e por um mercado consumidor constantemente renovado.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s