Aprendizagem da Organização

Para se destacar aposte na capacidade das pessoas de aprender.

“Não existe aprendizado organizacional sem o aprendizado individual.” [Chris Argyris]

Peter Sange formou-se em engenharia aeroespacial e doutorou-se em gestão de negócios pelo MIT. Pioneiro ao criar o conceito de aprendizagem organizacional, fundou a Sociedade de Aprendizagem Organizacional e foi nomeado dentre as pessoas que mais influenciaram o mundo dos negócios durante o século XX.

Charles Allen, em 1920, criou um programa de treinamento para empregados, o objetivo era aumentar a retenção e lealdade. Atualmente, as constantes mudanças e diferentes problemas, tornam essencial a capacidade de aprendizagem de uma organização, tal aprendizado só pode ser alcançado através de colaboradores que se capacitem e que possam refletir o resultado de seus trabalhos buscando aperfeiçoá-los.

Peter Sange citou cinco disciplinas para se alcançar um aprendizado organizacional completo. O domínio pessoal consiste no uso da individualidade para adquirir habilidades; o uso da reflexão e auto avaliação para entender o modelo mental individual bem como os bloqueios e filtros que os limitam também é uma disciplina importante. Todas outras três disciplinas: visão compartilhada, aprendizado em equipe e pensamento sistêmico são coletivas e tem como objetivo criar um grupo que gere processos que as permitam crescer e alcançar objetivos maiores que os possíveis atuando individualmente.

O principal objetivo em exercer as cinco disciplinas, consiste em adquirir conhecimento da organização e combater comportamentos não produtivos que são perpetuados através da repetição e funcionam como barreiras para mudanças maiores e mais importantes.

Um ganho colateral do investimento no aprendizado organizacional é a retenção de talentos e redução de recontratações; uma pesquisa em 2004 mostrou que o custo de realocação varia de 10% até 175% dos gastos com folha de pagamento. A perda de profissionais atinge principalmente países em desenvolvimento, pois eles estão migrando para os EUA, Europa e Ásia; contudo mesmo em países desenvolvidos a migração entre companhias é grande e preocupante.

Apesar de salário ainda ser um fator de mudança, o principal motivo são as péssimas práticas gerenciais. Um estudo publicado pela Harvard Business Review mostrou que mesmo empresas que atuam em mercado de grande competitividade por custos conseguem atingir altos níveis de treinamento, mostrando que o baixo investimento em salários e capacitação é uma escolha organizacional e não uma necessidade imposta pelo mercado.

Outro modelo de aprendizagem consiste no modelo do arco simples e modelo do arco duplo, onde respectivamente os colaboradores submetem o resultado dos seus trabalhos para avaliar o que precisa ser melhorado ou readequado e validam se dos resultados obtidos existe um problema maior que deve ser analisado e aprofundado.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s