Simplificando o Processo

Eliminando passos desnecessários.

“Grande parte das melhorias ocorrem via a simplificação, seja do design, da manufatura, do layout, dos processos e dos procedimentos.” [Michael Dell]

Michael Dell nasceu em 1965, deu início ao curso de medicina que foi abandonado para montar em 1983 sua primeira empresa, a PC’s Limited. Em 1985 sua primeira filial internacional foi aberta em Londres; em 1992 sua empresa fazia parte das Fortune 500 e em 1998 teve seu nome alterado para Dell Corporation. Lançado em 1996, a compra de computadores pela Internet já atingia U$18 milhões de receita por dia em 2000.

Uma maneira de aumentar os lucros consiste na redução dos custos, e redução de custos podem ser alcançados através da simplificação de processos sem a perda de qualidade perceptível ao cliente. Como exemplo temos a indústria do aço que foi revolucionada pelo britânico Henry Bessemer em 1850, sua simplificação de processo ao criar o aço reduziu o custo de produção de U$97 para U$11 a tonelada.

Henry Ford simplificou o processo de manufatura de carros, primeiramente adotando ferramentas e peças de tamanhos padronizados, posteriormente inserindo a esteira que trazia as peças e componentes a serem manuseados e por fim através da especialização da mão-de-obra para que cada funcionário utilizasse apenas um tipo de ferramenta evitando o desperdício de se alterar a ferramenta e o tipo de atividade. O tempo para produzir um carro, que era de 12 horas caiu para 1 hora e meia, o que possibilitou massificar e posteriormente automatizar a produção de veículos.

Michael Dell foi além e simplificou o processo de customização de produtos, passou a vender computadores diretamente aos consumidores, eliminando a margem do revendedor, os consumidores poderiam customizar e adquirir os produtos pela Internet com entrega direta em sua casa. Ao adotar o modelo just in time e produzir somente o que já havia sido comprado a Dell eliminou o estoque e reduziu o custo de ter um canal de revenda.

Um outro setor econômico que passou por simplificação de processos foram os restaurantes e redes de alimentação, inicialmente os ingredientes eram comprados, manuseados e os pratos preparados artesanalmente utilizando cozinheiros e ajudantes. Posteriormente os passos de preparação dos ingredientes poderiam ser cortados comprando alimentos pré-cozidos e temperados, o que também cortou a necessidade de se contratar cozinheiros experientes. O resultado foi o surgimento de redes de fast food e restaurantes que adquirem alimentos previamente processados ou que já venham prontos para serem servidos.

A imagem acima mostra o principal elemento na redução de custos e na reviravolta de qualquer negócio, quando se quer melhorar algo não basta olhar para o labirinto onde se encontra, é essencial que se olhe por fora dele. O que transforma qualquer grande problema de custo ou simplicidade em uma questão de insight certo somado ao apoio e credibilidade de quem pode de fato romper as barreiras dentro da organização. O conhecimento adequado pode levar poucos para fora do labirinto, mas para que se retire todos é necessário a força e o apoio para destruir ele.

 

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s