Georg Simmel (1858-1918)

Desconhecidos não são concebidos como indivíduos, mas como um determinado tipo de estranho.

“Através da anonimidade… Cada parte adquire uma impiedosa naturalidade” [Georg Simmel]

As metrópoles têm sido o assento da economia baseada em dinheiro.” [Georg Simmel]

Nascido em Berlim em uma família abastada e lecionou em Strasbourg, é um dos pais da sociologia menos conhecido apesar de ter exercido grande influência ao criar uma base de estudo onde ao invés de se estudar a interação humana se observa o que molda seu comportamento.

A Revolução Industrial trouxe uma multidão dos campos às cidades, esta aglomeração trouxe de pessoa desconhecidas trouxe um anonimato para a identidade e criou um senso de liberdade social pois as pessoas não se importariam tanto assim. Por outro lado as empresas e o trabalho criavam caixas de especializações forçando o indivíduo a exercer atividades de forma alienada, privando o de exercer sua criatividade.

Interessado em como esta interação estava moldando a sociedade, Georg Simmel mencionou que esta migração de um ambiente de pequenos grupos familiares onde um desconhecido era visto raramente para um modelo onde viveria cercado por pessoas estranhas esta que estaria mudando a consciência humana.

Uma destas mudanças consistiria em um mecanismo de defesa que nos permita concentrar nas pessoas que importam e consigamos focar nos objetivos pessoais caracterizado por um comportamento de indiferença e ao mesmo tempo tolerante. Enquanto a diferença era necessária para nos manter felizes e saudáveis a tolerância era essencial para a manutenção de uma economia marcada pela transação financeira.

A fábula da centopeia nos relembra que ao prestar atenção em todas suas patas ela nunca mais conseguiu andar, tudo indica, o mesmo seria verdadeiro para o indivíduo, que ao captar todas as mazelas e sofrimentos de milhares ao seu redor jamais seria capaz de ter uma vida feliz e saudável.

Com a redução do núcleo familiar para algumas pessoas e a impessoalidade no ambiente de trabalho onde o que importa são os resultados, o que se percebe é uma expansão do grupo de desconhecidos e aumento ainda maior do raio de indiferença, vivemos individualmente hipnotizados por uma lista de metas e ambições pessoais, enquanto o coletivamente somos direcionados para atingir indicadores financeiros.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s