Sylvia Walby (1953-)

O conceito de patriarcado é indispensável para análise da desigualdade de gênero.

“Quando o patriarcado perde força em uma área ele se reforça em outras.” [Sylvia Walby]

“A violência contra a mulher é suficientemente comum e repetitiva para ser considerado algo socialmente estrutural.” [Sylvia Walby]

Socióloga britânica graduada na Universidade de Essex atuou nas áreas da violência doméstica, patriarcado, relações entre gêneros e globalização. Presidiu a Associação Sociológica Europeia e liderou um programa na UNESCO quanto a desigualdade de gênero. Foi condecorada com a Order of the British Empire por suas contribuições e atualmente trabalha como professora.

Continue lendo “Sylvia Walby (1953-)”

Bell Hooks (1952-)

A mulher branca tem sido cúmplice do patriarcado capitalista, supremacista branco e imperialista.

“Para as mulheres negras estava claro… que elas nunca teriam equidade dentro do modelo patriarcado, capitalista, imperialista, supremacista branco.” [Bell Hooks]

“Feminismo é um movimento para acabar com o sexismo, exploração sexual e opressão.” [Bell Hooks]

Nascida nos EUA, Gloria Jean Watkins adotou o pseudônimo de sua avó Bell Hooks como homenagem a mulher de personalidade forte e que não engolia palavras. Estudou em escolas racialmente segregadas até o colégio, formou-se em Standford, lecionou ética na USC e foi uma proeminente autora com mais de 30 publicações.

Continue lendo “Bell Hooks (1952-)”

Harriet Martineau (1802-1876)

A declaração de independência ignorou metade da raça humana.

“A emancipação de qualquer classe depende do esforço de indivíduos que a ela pertencem” [Harriet Martineau]

Nascida na Inglaterra e filha de pais progressistas, trabalhou como jornalistas. Viajou 2 anos pelos EUA tendo como resultado um livro tecendo uma crítica ao modelo social lá implementado.

Continue lendo “Harriet Martineau (1802-1876)”